Características sociais

Os pacientes admitidos a tratamento são tendencialmente do sexo masculino e estão na casa dos 20 ou dos 30 anos. A média das idades é, na generalidade, 29,8 anos e meio e 26,9 anos para os pacientes admitidos a tratamento pela primeira vez. A Alemanha, a Irlanda e a Finlândia são os países onde a população em tratamento é mais jovem, enquanto os pacientes mais velhos que procuram tratamento se encontram em Espanha, na Itália e nos Países Baixos (Quadro 2 OL). A distribuição por idades dos pacientes que procuram tratamento parece estar relacionada com o tipo de substâncias consumidas – de uma maneira geral, os consumidores de cannabis são mais jovens, ao passo que os consumidores de heroína e cocaína são mais velhos. A percentagem mais elevada de consumidores de cannabis encontra-se na Alemanha, enquanto as maiores percentagens de consumidores de cocaína e heroína se encontram em Espanha e em Itália, respectivamente. A percentagem mais elevada de consumidores jovens na Finlândia pode ser explicada em parte pelo desenvolvimento relativamente tardio da cultura das drogas no país. A distribuição entre os géneros varia entre um rácio homens/mulheres de 2 para 1 e de 6 para 1 (13). A percentagem mais elevada de homens pode reflectir, de um modo geral, uma prevalência de consumo geralmente mais elevada entre os homens, mas também pode ficar a dever-se ao facto de ser diferente a abordagem dos serviços por ambos os sexos (OEDT, 2002a). Os padrões de distribuição entre os géneros tendem a ser semelhantes entre os países do sul ou entre os países do norte (por exemplo, as percentagens de consumidores do sexo masculino são mais elevadas nos países do sul). Este facto pode atribuir-se a uma diferença das substâncias consumidas entre os países do norte e do sul (os países do sul têm uma percentagem mais elevada de consumidores de heroína, geralmente homens) e a diferenças culturais e sociais.



De uma maneira geral, as condições sociais dos pacientes que procuram tratamento – por exemplo, educação, nível de vida e categoria profissional – estão a deteriorar-se em comparação com as da população em geral em diferentes regiões (14).


(13) Ver Quadro Estatístico 8: Características de mulheres tratadas por problemas ligados à toxicodependência na UE ; e Quadro Estatístico 9: Características de homens tratados por problemas ligados à toxicodependência na UE.

(14) Ver «Exclusão e reinserção social».